The Sixth Sense - O sexto sentido - Renascimento | Visions in My Head

domingo, 13 de janeiro de 2013

The Sixth Sense - O sexto sentido - Renascimento



Noite solitária os grilos chiam e o vento corta os ossos. Um vento assim... Repleto de vozes... Os ancestrais uivando para nós... suas histórias todas como se fossem uma só. Mas uma voz é diferente. Uma voz... Sussurrando em todos os lugares, espiando minha escuridão. Um demônio?. Leiam atentamente.. Colocarei uma reflexão profunda nas próximas linhas. 
Minha vasta experiência como leitor e escritor permitiu-me desprezar... as analepses das leituras e algumas letras de musicas e todos os seus truques estranhos. Acredito, cara leitor, que se puder ser um pouco mais paciente... Entenderá sobre essa estranha forma de escrever e conseguirá contemplar esse momento de loucura. A verdade é peculiar. São versões de mentiras. Crenças igual o medo ou o amor, são forçadas a serem entendidas como uma teoria ou algo explicável sempre baseados nos princípios de incerteza, apenas estados que determinam o rumo de nossas vidas. Ontem, minha vida estava indo em uma direção. Hoje, está indo em outra. Ontem, eu acreditava que jamais faria o que eu fiz hoje.

São essas energias que frequentemente refazem o tempo e o espaço, elas podem modelar e alterar quem nós imaginamos ser, e começarmos muitos antes de nascermos trilhando esse caminho e continuaremos depois que morremos. Nossas vidas e nossas escolhas, como trajetórias quânticas são reveladas momento a momento em cada ponto de múltiplas direções em cada encontro, sugerem uma nova direção em potencial. Uma asserção. Não, os mortos nunca devem permanecer mortos. Liberte seus ouvidos, e eles nunca vão parar de tagarelar.. E você que pode me ler agora, visualize-me subindo os degraus. Tudo se torna claro agora. Eu gostaria de fazer você ver esse esplendor. Mas não se preocupe, está tudo bem. Tudo está perfeitamente bem. Agora eu finalmente entendi sobre limites e os Covenants, todos os limites são Covenants esperando para transcender onde apenas um é capaz de transcender primeiro. Podemos nos sentir um ao outro, posso sentir a batida de seu coração claramente como sinto o meu. E eu sei que a separação é uma ilusão. Minha vida se estende muito além dos limites carnais e nesta passagem, lendo e escrevendo, talvez eu esteja querendo entender algo: porque continuamos sempre cometendo os mesmos erros? E então para conhecer a se mesmo só seria possível através de uma reflexão profunda, a natureza de nossas vidas depende das consequências de palavras e atos, isso vai nos empurrando para toda parte o tempo todo. Mas acreditar no amor verdadeiro ainda é possível Mesmo o cientista mais cético acredita como uma especie de fenômeno natural, todos devem acreditar inclusive que o amor poderia sobreviver a morte. " Terminando esse frenesi desta ultima noite e observando o meu nascer do sol, sentado na beira da praia, desfrutando um cigarro, contemplo um momento perfeito , não é por acaso que as coisas acontecem em nossa vida, devemos acreditar em um mundo melhor, acredito que não ficamos mortos por muito tempo, nossas vidas não nos pertence estamos ligados uns aos outros em ligações mentais colidindo com os universos de cada um. E por cada erro e acerto, renasce o nosso futuro.
Inspirado e retirado do filme A viajem

0 comentários:

Open Panel