Acredite | Visions in My Head

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Acredite

Farei uma reflexão profunda agora sobre a palavra "acreditar". Acreditar é algo fácil. Mas ter que acreditar é completamente diferente. O ter de acreditar é esplendido e se você tem necessidade disso, deve-se utilizar todos as ações e os fatos como um todo.

Era mais ou menos 3 am, eu estava com a garganta seca, e com os olhos vermelhos, cansados das muitas horas em frente do computador. Meu espirito estava em um estado de lucidez plena, eu acreditava plenamente em todos os meus pensamentos, sem nenhum esforço para essa façanha.

O símbolo mistico, que tenho tatuado no corpo, girava em torno de meus olhos, nada mais me interessava, eu estava em um universo paralelo, na escuridão total, dentro de minha mente.

Convenhamos, sempre existe algo que interessa, foi neste estalo, que falei sussurrando algumas palavras, até então desconhecida para todo tipo de conhecimento que tenho, as palavras referiam-se  aos meus pensamentos. Um som saia de minha boca. "Acredite" você tem que acreditar, era o que vinha em meus pensamentos. Não busque explicação. Apenas acredite. Era como sair de um estado contemplativo de vida e abraçar a morte de tudo o que lhe prendia inconscientemente. Confiante dos conceitos e definições que acumulou e foi agregando neste caminho. Nada é o que parece. Ciente de tudo que confere um conceito de tudo. Sem preocupação, se isso é bom ou ruim. E ao invés de fugir para salvar a vida, arriscar tudo e perceber-se caminhando em direção a felicidade, simplesmente para um destino incerto, cheio de conceitos e esperança.

O real motivo que escolhi difundir a minha experiência aqui neste blog foi a gratidão.

Ele foi perfeito quando busquei colocar para fora sentimentos que me prendiam. E aquela velha entidade o índio, ficou mais próximo de concretizar um dos seus mais belos estímulos e não ficou apenas nisso, fiquei convicto sobre o verdadeiro caminho do conhecimento, determinação, disciplina e acreditar sempre.

Apos realizar esse estado.. Levantei da cadeira onde estava, fui lentamente para a varanda e observei atentamente a igreja que fica em frente a minha casa. Parecia um mausoléu . E continuei dando força aos meus pensamentos. Desci as escadas em direção ao mausoléu. Quando cheguei na entrada, percebi que havia um circulo desenhado no chão. Tudo o que fiz naquele momento foi me colocar no meio do circulo e fechar meus olhos.. Busquei as energias que estavam girando em volta de mim, parecia que o vento trazia a voz dos antigos e eles me ajudariam em minha tarefa. Segurei com muita força minhas mãos, parecia que algo as segurava desejando boa sorte. Não tive tempo de reagir.


Com calafrios percorrendo minha espinha, eu estava quase gritando e continuando a dar asas aos meus pensamentos, quando uma voz que cortava a escuridão me falou. "O que está fazendo ai seu maluco?" Era um mendigo, ele não entendia nada do que estava acontecendo.. Mas a voz dele me despertou daquele transe. Eu não soube o que responder, apenas agradeci e sai da frente da igreja, retornando a minha casa. Eu não estava acostumado com aquele tipo de acontecimento especial, e de forma clara hoje posso desfrutar de algo que não havia descoberto anteriormente em minhas experiências extra-sensoriais.

Eu vejo em minha frente agora um enorme espiral, sinto o meu olho queimando em brasas. O tempo em minhas mãos, a roda da vida finalmente revelada, eu sei exatamente quem eu sou. E deste aquele acontecimento. Voltei ao mundo no qual pertenço. Eu posso entender tudo o que aconteceu. E estou eternamente agradecido a minha sorte e ao universo por me colocar neste caminho, a existência de seres magníficos. E minhas escamas brilhando claramente. É chegada a hora dos humanos sentirem, a real influencia dracônica neste mundo. "Mudemos o rumo da história."

0 comentários:

Open Panel