Entalado | Visions in My Head

quarta-feira, 27 de março de 2013

Entalado


Há quanto tempo estamos a caminhar? Não me lembro.. . Eu não sou a pessoa que eu era quando essa jornada começou ... Talvez eu não sou uma pessoa. Cada noite, é mais difícil de voltar para mim. Talvez, em breve vou estar perdido, igual o que existia antes em mim.. Eu olho para cima, assustado, dos devaneios que ocupam minha mente enquanto caminhamos.
"Não, Tristeza, você não tem que ficar de plantão, agora. Eu estava notando que você não esta comendo sua refeição. Então eu pensei que você pode estar com fome. "
Quanto tempo estamos andado? Estou começando a suspeitar, que talvez nunca chegaremos a nossa casa nova.
Eu olho para ele como perseguindo a distância, e vê-lo começar a falar. Eu sinto uma pontada no peito inexplicável. Eu nasci para perder minha humanidade, Estou reencontrando o caçador ele é vermelho com chifres.
Eu me abaixo, nu e com frio, nas sombras. O que está acontecendo?
Por que eu não me movo de volta? Isso nunca aconteceu antes
Eu estou com medo de repente. Um rosnado baixo começa na minha garganta humana, outro e mais outro. Eu nunca fiz tal barulho antes.
Ah, sim. Agora eu vejo. O sabor do fruto, o coração enche minha boca tão fortemente, eu passo minhas patas na boca limpando o sangue que ficou ali. E a existência frágil  mas é doce a vida do cordeiro. Eu viro minha cabeça vomitando uma torrente de sangue vermelho com carne-de-cordeiro. E o fruto não está mais no meu estômago.Mas continua nas minhas veias.

A Marca do caçador está desaparecendo. Estou livre do serviço. Nós olhamos para os nossos pés, mas não há corpos. Os demônios que tinha feito bonecos estão de volta para os lugares escuros, onde tais criaturas habitam. 
Eu sinto muito...

0 comentários:

Open Panel