O jogo | Visions in My Head

quinta-feira, 6 de março de 2014

O jogo



Eu estava completamente perdido em um ciclo sem sentido, mas sentia- me perfeitamente tranquilo e a vontade com essa situação. Talvez por não encontrar as palavras corretas para esse momento, eu tentei verbalizar esse sentimento, mas apenas continuei a observar os seus movimentos. Talvez eu consiga a clareza passando para o modo intuitivo e contemplando a energia do silencio, mas não tenho certeza se é isso mesmo que deseja. 

Deliberadamente o modo intuitivo pode me proporcionar faculdades transcendentais: A habilidade de realizar proezas além do ponto mistico das palavras, alem dos conceitos existenciais, e  a força para realizar a movimentação destas palavras para o plano concreto desta dimensão. Mas falta vontade para isso, não sei se vale apena mais esse sacrifício. Será que vale apena?

Então me concentrei no que estava ouvindo, isso não foi movido por minha vontade, mas minha mente estava se movendo, por contra própria, um jogo havia se iniciado, e neste jogo eu posso antecipar as próximas palavras. (Sorrisos) pronto revelei o quanto é claro pra mim esses jogos, eu posso antecipar suas palavras, e sei como vai expressar os seus próprios sentimentos, mas me revele aqueles sentimentos preciosos e silenciosos, esses que estão trancafiados em sua mente. Eu tenho que admitir, sua escolha de palavras sempre foi melhor do que as minhas, o problema é que tenho que lidar com minha energia dual e o dragão dentro de mim, duas partes obviamente unidas e separadas entre si por uma dimensão. 

Agora neste debate entre essas duas partes, em um deserto qualquer, nós traremos as lembranças a tona. 

Consegue se lembrar?

A mentira que me disse, você me acusou sem olhar em meus olhos, sempre de cabeça baixa e os olhos cheios de lagrimas. 

Sem dúvida quero deixar esse lugar de miseráveis e mentirosos, não entendo como pode valorizar as feições comuns do mundo e desta vida mundana, está entregue somente ao desespero e ao desalento. Em breve perderá sua capacidade de pensar e sentir, mas a dor vai ser cada vez mais forte,  uma dor progressiva de sua força física. Enquanto está na cama desvalido, observará, pessoas perseguindo sua liberdade, a proposito sua liberdade abstrata. Porque é evidente que ainda não sabe qual é conceito de liberdade, porque não conhece suas necessidades reais nem concretas.


Diary of Dreams - She
She has the silence deep in her breasts embraced
She wears a perfume of a truly vicious taste.
She has the wisdom in her empathic eyes.
She knows the truth to all unspoken lies.


She says she'd seel her angel for a dream
She says that she is not who she might seem
She says that she has lost her self-esteem
She says that she will not give up her dream


She offers traitors her lap to feel like home.
She masteres violence as if she fears noone.
She makes your anger turn into quiet tears.
She makes you laugh about intimate fears.


She hears the voices that tell me what to do.
She look into our eyes, but only smiles at you.
She knows the warmth she feels is not for long.
She stopped to speak that's why I end this song.


It's kind of funny, you know...
'cause I'm not really hear for your psycho games
Little demons make your eyes turn silver, you freak!
Your lips are turning blue
No, this is really not my kind of stimulation
No, this is not a proper treatment
Life? You can have it if you want!
It doesn't mean anything to me, anyway, you freak!

0 comentários:

Open Panel