Meta | Visions in My Head

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Meta



Ontem quando cheguei em casa fiquei algumas horas na varanda e fechei meus olhos pensando, buscando , e direcionando minha vontade para encontrar a sincronia que tenho com ela, frequentemente em minha vivencia nesta esfera planetária, estive cara a cara com movimentos holotrópicos de pensamentos. Minhas vivências transpessoais estavam constantemente envolvendo as minhas ações e criando um ambiente necessário para uma viagem astral extraordinária. Mas desta vez houve algo diferente e não foi ela que inundou os meus pensamentos, me enxerguei completamente imerso em uma dança fantástica e divina com o meu guia interior o dragão vermelho. 

Eu sei que a criatividade nasce de consciências e estados fragmentados de um enorme desejo de se desligar do habitual e do pensamento comum, essa oportunidade me foi concebida em vários graus sendo relativo ao meu estado emocional, mas nesta brincadeira dracônica consigo expressar a abundância de pensamentos criativos que fecundo neste mundo. Sempre procurei não delimitar o meu estado criativo com temas como religião, filosofia, mitologia ou psicologia até porque, a habilidade de observar o mundo e si mesmo, é definida pela probabilidade de certos acontecimentos ao tornarem-se presentes em nossa vida real e materializando-se no plano físico. 

Algumas pessoas não conseguem enxergar o nexo entre o pensamento e o plano físico, mas afirmo que alguns seres humanos em toda sua vida, um dia viverá esse conflito entre o espirito e a matéria, é justamente neste momento que as suas ideias ganham vida e onde percebemos o potencial de seu espirito criativo. Depreende-se que a força motriz induzida por sua consciência gera uma enorme energia motivadora possibilitando a mudança da realidade com uma ação e movimento surpreendente .

Uma pessoa hilotrópica terá uma grande dificuldade em aceitar ou simplesmente entender o que expresso com esses estados de consciência, talvez devido a sua falta de coragem em vivenciar as dimensões mentais do conhecimento absoluto, mas sabe-se que até as pessoas hilótrópicas sentem dificuldade em aceitar um simples conceito de magnitude universal e comum que é a própria morte. Então porque continuam buscando por uma estrutura de pensamento onde não existe nenhuma?

XP8 SCORPIO EYES
why must you poison my days? Your acid sting piercing my soul
it's hard to forget your scorpio eyes, the ones already dragging me into their wicked world.

everything just flows between me and you, though maybe it's all just in my mind
like a loathsome self-inflicted taboo forcing me to keep you enshrined

could you give me something that I never found
can there be light that guides my path to you
when everyday the world is drowned
and never sees the sacred truth
would you decide to wake my spirit now
can there be light that guides my path again
when everyday my soul is drowned
and leaves me here with my empty hands

decisions come and go with time to haunt forever what is left
the sorrows' subject leaves me blind and I forever contemplate
to rise and rise to keep head high I travel lands so far and vast
where skies and sun project their shine and never will it last

the void that's left in me will heal again
it'll make me stronger with every sunrise
forever waiting but to pace my strides
that nothing in this world can ever tame

could you give me something that I never found
can there be light that guides my path to you
when everyday the world is drowned
and never sees the sacred truth
would you decide to wake my spirit now
can there be light that guides my path again
when everyday my soul is drowned
and leaves me here with my empty hands

0 comentários:

Open Panel