Ouvido de Ouro | Visions in My Head

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Ouvido de Ouro


Eu estava deitado no chão da sala pensando na vida, meus pensamentos estavam direcionados para todo tipo de situação, não havia nenhuma espécie de padrão ou objetivo, meus sentimentos não influenciavam nesse estado de completa sensação de vazio, parecia que estava em transe, por esse motivo eu me via em um tipo de situação complexa e muito interessante de tentar arrumar uma explicação objetiva ou teorizar isso.

Eu me encontrava muito distante do meu ser de origem e buscava me situar ou me adaptar com aquele estado que se assemelhava com o estado primitivo do ser, eu não tinha controle algum para guiar meus pensamentos, simplesmente me entreguei as correntes energéticas que envolviam meu corpo, consequentemente fiquei numa posição difícil devido a fatos desconhecidos.

When I grow up, I want to be a forester
Run through the moss on high heels
That's what I'll do, throwing out boomerang
Waiting for it to come back to me

When I grow up, I want to live near the sea
Crab claws and bottles of rum
That's what i'll have staring at the seashell
Waiting for it to embrace me

I put my soul in what I do
Last night I drew a funny man
with dark eyes and a hanging tongue
It goes way bad, I never liked a sad look
From someone who wants to be loved by you

I'm very good with plants
When my friends are away
they let me keep the soil moist
On the seventh day I rest
for a minute or two
then back on my feet and cry for you oooh oh

You've got cucumbers on your eyes
Too much time spent on nothing
waiting for a moment to arise
The face in the ceiling and arms too long
I wait for him to catch me

Já estava um pouco tarde, por alguma razão eu acreditei que havia saído de meu corpo e visitado você, talvez eu tenha escutado o seu chamado, mas certamente eu estive próximo o bastante para escutar sua voz... o ambiente criado se assemelhava como algo que deveria existir. Meu humor se alterou quando olhei para o lado e percebi que a realidade era outra, uma realidade na qual eu havia simplesmente me submetido por motivos de honra, orgulho e responsabilidade. Esse é o único modo de proteger alguém mais fragilizado que nós. Nesta realidade escutamos os sonhos das pessoas, as vezes nossos sonhos trazem uma mensagem sobre o futuro, porem de formas distorcidas e completamente enigmáticas, quando você falou sobre minha morte, você não estava errada, eu me tornei um morto vivo quando deixei meus sentimentos de lado, eu já não tinha um coração e analisava cuidadosamente as suas manifestações de afetos, suas lembranças, suas obsessões, nossa atração mental e nossos chamados, você estava o tempo todo percorrendo essa estrada tortuosa para contemplar a minha morte no final. A morte de nossas lembranças, a morte de nossos desejos... Sua manifestação fantasmagórica é tão real quanto o seu mundo, um ser de energia que projeta tanto o seu corpo e o de outras pessoas..
It was me on that road
But you couldn't see me
Too many lights out, but nowhere near here

It was me on that road
Still you couldn't see me
And then flashlights and explosions

Roads end getting nearer
We cover distance but not together

I am the storm, I am the wonder
And the flashlights, nightmares
And sudden explosions

I don't know what more to ask for
I was given just one wish

It's about you and the sun
A morning run
The story of my maker
What I have and what I ache for

I've got a golden ear
I cut and I spear
And what else is there

Roads end getting nearer
We cover distance still not together

If I am the storm, if I am the wonder
Will I have flashlights, nightmares
And sudden explosions

There's no room where I can go and
You've got secrets too

I don't know what more to ask for
I was given just one wish

0 comentários:

Open Panel