sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Um tipo estranho de desapego


Muito tempo se passou para escrever aqui sobre mim, agora me deparo com velhas lembranças e novas etapas em minha vida. Recentemente me separei de uma mulher que buscava de todas as formas mandar em mim, felizmente eu não era capaz de seguir todas as suas ordens, ela fez questão de me dar desprezo, me rebaixava e sua empatia me transformava em um boneco que frequentemente fincavam-se agulhas ao seu bel prazer.

Quando dei conta de mim o meu orgulho espremeu o resto de coração que ainda havia dentro de mim, e me entreguei ao poder que rege o meu destino, com todas as palavras e conceitos me auto determinei a máxima que não me apego a nada neste mundo, justamente porque não ter vontade de defender mais essa pessoa que eu tanto gostava. 



Com passos lentos eu me guiei para o caminho da liberdade, é uma viagem de retorno onde estou vitorioso depois de ter conhecido o inferno pessoal em um relacionamento mal sucedido. Meus pensamentos estão a procura de um novo farol, uma luz para guiar os meus pensamentos.



0 comentários:

Open Panel